Algo mais profundo

por 23 de outubro de 2015 Artigos Sem comentários

Uma mudança ocorre quando um ser humano vive por um tempo com outro ser humano. Desde que é assim, seria surpreendente que alguém vivesse com Deus e com o passar do tempo nenhuma mudança ocorresse em sua vida. – Watchman Nee

A convivência sempre produz alguma transferência. Inevitavelmente absorvemos sotaques, gestos e manias de nossos amigos e familiares. Adaptamos nosso modo de comportamento e imitamos muita coisa até sem querer. Isso já nos leva a pensar que o fato de termos certos amigos ou contato com algumas pessoas nos afetarão de alguma forma. Daí vem o velho dito popular “Diz-me com quem andas e te direi quem és”.

Nossos relacionamentos de intimidade são escolhidos, não iremos abrir o coração e confiar nossos segredos e a nossa refinada estima a qualquer pessoa. Contamos a dedo nossos amigos e o tempo também nos ajuda a selecionar os verdadeiros. Deus sempre desejou nossa atenção e nosso amor, tanto que Jesus veio e nos chamou de amigos (Jo. 15:15). Ele quis andar conosco, comer nossa comida, sentir o calor, o frio, rir de nossas brincadeiras, participar de nossas festas e até morrer a nossa morte. Ele quis alcançar nosso coração e atrair-nos para um propósito maior: adorá-lo, amá-lo com todo o nosso ser. Não teríamos que ir às reuniões religiosas apenas para cumprir rituais e agradar as pessoas ou a um Deus desconhecido, agora Ele se chama de Pai, Abba, e senta conosco na mesa para jantar e deseja participar da nossa rotina.

Ei! É preciso tirar um tempo com Ele. Ei! É preciso avaliar hoje como estamos desfrutando dessa amizade. É impossível andar com Ele e não se tornar melhor. Esse relacionamento vai afetar todos os outros, inclusive a maneira de como relaciono-me comigo mesmo. Nesse mundo de “plástico” de fórmulas prontas e relacionamentos supérfluos, Deus nos chama para algo mais profundo e verdadeiro. Vamos aceitar o convite para a genuína transformação?

por Emiliana Souza | Líder do Min. de Artes
Contato: emilevita@gmail.com

Deixar uma resposta